Why so serious?

O principio para boas ações de comunicação (principalmente viral) é a quebra de paradigmas. Antes da análise da camapanha do filme Batman: O cavaleiro das trevas, trago como exemplo a campanha da Dove pela real beleza. O principal passo da campanha da Dove foi definir seu público e quais as necessidades deles, o fato da beleza padronizada já era discutida a tempos. O que aconteceu com a campanha do novo filme do Batman teve seu passo inicial exatamente na definição de seu público e seus desejos.

É clara e forte a corrente do entretenimento para ‘nerds’. O público fiel consumidor de filmes, seriados e  vídeo-games ficou mais exigente com relação ao roteiro e aos desafios para descobrir  verdade por trás da história, se o roteiro for simples torna-se, invevitavelmente, insuficiente para o desafio das charadas. O seriado “Lost” ilustra esse novo público como grande público comsumidor de entretenimento complexo e longo. O seriado virou febre e ano após ano seus expectadores estão fiéis. O público do filme Batman: O cavaleiro das trevas é delimitado por esse novo conceito de entretenimento (primeiro paradigma quebrado) que é complexo e longo. Em certo ponto é cansativo, mas nunca desistimulante.

A segunda grande diferença em relação à outras campanhas do cinema americano está na globalização da campanha (segundo paradigma quebrado). É clara a inversão das importâncias das mídias no processo. As campanhas tradicionais utilizam a hipermídia como ferramenta auxiliar aos  EPK (Eletronic Press Kit, entregue geralmente via CD ou DVD para os princiapais jornalistas e formadores de opinião do país, nesse caso EUA, com cenas, informações detalhadas e extras), Press Junket (Uma espécie de coletiva de imprensa, duram geralmente de três a cinco dias e nesse momento são entrevistados todos os integrantes do processo: diretor, produtores, atores e todos os outros ‘talentos’. Feito geralmente duas semanas antes do lançamento do filme e todos os jornalistas convidados têm as despesas pagas pela produção do filme), Trailer (material tradicional dos filmes om aproximandamente 2 min), Press Kit (Kit para imprensa com um presente relacionado ao filme e um material criativo que contém informações sobre o filme), Tours (os ‘talentos’ do filme: atores principais, diretor, produtor, roteirista e etc. viajam promovovendo o filme) e o Production Publicity Plan (Plano de publicidade pro filme, norteia a campanha e controla o disparo dos releases, controla o material feito com os atores e coordenação geral da campanha).

Nessa nova proposta da campanha do filme, surge a valorização da hipermídia, primeiro para poder atender ao público que está sedento de informações, jogos, charadas e desafios e para globalizar a campanha. Sem grandes custos o foco da campanha deixa de ser os EUA e ganha um poder internacional, o site oficial do filme, por exemplo, tem várias versões e em várias línguas. Isso não é uma grande novidade, mas é um diferencial quando falamos em principal mídia da campanha. Os jornalistas do Brasil, Porto Rico ou Iuguslávia não receberiam o EPK ou o Press Kit, porém com os sites eles podem ter acesso ao material como qualquer outro jornalista americano, o processo é simples: quanto mais jornalistas e formadores de opinião estiverem atuando em favor do filme, mais pessoas irão assitir e a bilheteria será maior.

O site WhySoSerious.com um dos sites que integra a campanha tem uma das ações que é a defesa desse ensaio. O quebra cabeça colocando em vários sites participantes: o resultado da montagem desse quebra cabeça era kickingandscreening e se anexado ao final do site resutaria numa página especial: whysoserious.com/kickingandsreening/ o qual estava dando ingressos para quem desvendasse o mistério. Claro, era para os moradores dos EUA, mas o mundo todo tentou desvendar.

O desafio e a quebra de paradigmas foram peças chave dessa campanha, poderia ter sido um fracasso (eis o desafio) e os dois paradigmas quebrados (quem é o público e onde encontro eles) demonstram o quão inovadora foi a campanha que inverteu os valores das mídias em uma campanha e o seu resultado poderá ser avaliado a partir do próximo dia 18, com a estréia de Batman: O cavaleiro das trevas nas telonas.

 

Why so serious? Kicking and screening

 

 

Ernesto Antonini

Sobre Ernesto Antonini

Leonino convicto, publicitário, estudou entretenimento na UCLA, trabalhou no Oscar e morou em Hollywood. É produtor de eventos, de casting, apresentador de TV e colunista social. www.ernestoantonini.com.br
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s